sábado, 12 de setembro de 2020

AUTOMÓVEIS!

Baixo consumo é forte aliado para vender o Fiat Palio


Veja detalhes de um dos veículos mais populares do mercado




Foto: Pixabay


Quem busca por um carro popular com certeza preza pela economia de custos e também do consumo de combustível. Entre 

os modelos da categoria, o Fiat Palio é um dos modelos mais procurados


Um dos principais modelos da montadora italiana Fiat, o Palio chegou ao Brasil como o objetivo de fazer a concorrência junto ao então Volkswagen Gol na categoria.


Para sair na frente, o modelo precisava de um diferencial, que mais tarde se mostrou uma de suas principais características: a economia de combustível.


Os dados do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) mostram que Fiat Palio é vice campeão no ranking de consumo de combustível, ficando atrás apenas Fiat Uno.


Equipado com o motor Fiat Fire Flex 1.0, o Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular do INMETRO atesta que tanto o modelo de duas portas, quanto o modelo de quatro portas tem o mesmo consumo de combustível, um dos menores do mercado.


Circulando na cidade, a base de álcool, o consumo do carro é de 7,9 Km/l. Já utilizando gasolina, o consumo é de 12,2 Km/l. Na estrada, são 9,7 Km/l a base de álcool e 14,8 Km/l na gasolina.


Para chegar a esse resultado, o Inmetro leva em conta os dados coletados a partir da direção mecânica e sem o uso do ar condicionado. Esse recurso metodológico é utilizado para gerar os resultados que estejam mais próximos daqueles identificados pelos consumidores no dia a dia com o veículo. Por isso, é comum que os dados sejam um pouco menores do que aqueles apresentados pelos próprios fabricantes.


Assim, quando analisado com outros modelos de sua categoria, o Fiat Palio apresenta bons resultados. A base de gasolina, o Palio aparece em quarto lugar no ranking, atrás apenas do Uno Mille (4P e 2P) e do Kia Picanto. Utilizando álcool, o Palio também fica em quarta posição, atrás do Uno Mille (4P e 2P) e também do Volkswagen Gol.


Importante destacar que o resultado do Fiat Palio é sem o uso de ar-condicionado, mas ainda apresenta bons resultados, principalmente quando comparado com opções internacionais. Agora que você conhece mais detalhes sobre o consumo do Fiat, conheça outras características do modelo.



HISTÓRICO


Os bons resultados do Fiat Palio se deve em parte pelo modelo ser um dos principais representantes da montadora no Brasil. O sucesso do veículo no entanto, não é coincidência, uma vez que o Palio foi desenvolvido com foco nos países da América Latina, incluindo o Brasil, é claro.


Seu lançamento contou com a estreia de três versões: motor 1.0 nos populares ED e EDX e 1.5 e 1.6 nas versões superiores. Em 2001, foi realizada a primeira atualização do modelo, para deixá-lo ainda mais competitivo frente a concorrentes como o Volkswagen Gol.


Novos modelos foram apresentados para o Palio ainda naquele ano como o 1.0l Fire e 1.0l 16V nos populares e 1.3l 16V e 1.6l 16V nas versões superiores. O motor, igual em todas as versões do Fire, é nomeado com a sigla “Fully Integrated Robotised Engine”, fabricado com a tecnologia de robôs.



VERSÕES


O Fiat Palio tem ao todo três versões: a Fire, a Fire Economy e ainda a Fire Way. A segunda atualização aconteceu em 2004, quando o carro ganhou faróis maiores, lanternas verticais e um painel completamente redesenhado. Também nesse upgrade, o Palio se tornou o primeiro carro compacto a contar com airbags frontais e laterais no Brasil.


Em 2007, o carro assumiu um design mais semelhante com o modelo europeu, com parábola simples e dupla. Mas a novidade aconteceu de fato em 2008, com os vínculos nas portas e os paralamas estendidos.


A segunda geração do Palio chegou em 2011, diferente de quais um dos modelos apresentados. Entretanto, como uma resposta a demanda do consumidor, o Palio Fire seguiu o primeiro redesign da linha.


Nesse modelo são 3,82 m de comprimento para 2,3 m entre os eixos. É movido com o motor Fire 1.0 flex com 75 cavalos no etanol e 73 na gasolina. Apresenta câmbio manual, tração dianteira e porta malas de 290 litros. Está disponível em opções com duas ou quatro portas e ainda conta com a versão Way, mais básica, pensada para um perfil aventureiro.



MANUTENÇÃO


Uma das vantagens de Pálio ser um dos carros mais populares da Fiat é justamente a facilidade para realizar uma revisão preventiva e até mesmo uma manutenção, em uma situação mais grave.


Segundo informações divulgadas pela própria Fiat, a revisão até 10 mil quilômetros fica em R$ 204,00. Já até 20 mil quilômetros fica em R$ 444,00. Dos 30 mil quilômetros até os 60 mil quilômetros, variam entre R$ 424,00 podendo chegar R$ 684,00. Mesmo assim, até nas revisões mais pesadas, o valor ainda se mostra bem competitivo.


A manutenção por si só também é bem acessível uma vez que a maioria das peças podem ser encontradas com facilidade e no Brasil, o que facilita a assistência ao proprietário.


Os preços seguem a média da categoria dos compactos, com um valor bem competitivo, que varia do Fiat Palio Fire 1.0 por R$ 11.022 até o Fiat Palio Way por R$ 32.810, em sua versão mais recente do ano de 2017.


O Palio também traz vantagens na hora de revender, pois é um dos modelos compactos com maior índice de compra no mercado de usados. A desvalorização não costuma passar dos 10%, bem mais competitiva se comparada com os 15% médio no mercado. A exceção fica apenas com a segunda geração, com desvalorização de 12% na revenda.


Concluindo, o Fiat Pálio é uma excelente opção para aqueles que não abrem mão da economia, do consumo de combustível até a manutenção, busca por uma opção popular que se mantém em alta até mesmo na revenda.


Curtiu? Compartilhe em suas redes sociais 




Nenhum comentário:

Postar um comentário