FOLHA DA CIDADE 22 ANOS INFORMANDO DE FORMA DIRETA...

VENHA ECONOMIZAR COM A GENTE

VENHA ECONOMIZAR COM A GENTE

quarta-feira, 19 de setembro de 2018

IBOPE APONTA LIDERANÇA DE BOLSONARO E CRESCIMENTO EXPRESSIVO DE FERNANDO HADDAD



 A pesquisa IBOPE divulgada nesta terça-feira (18) aponta a permanência de Jair Bolsonaro (PSL) na liderança da corrida presidencial e um crescimento expressivo de Fernando Haddad (PT). O nível de confiança do levantamento com 2.506 eleitores realizado de 16 a 18 de Setembro, é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.
 Na pesquisa encomendada pela TV Globo e "O Estado de S.Paulo" aparece Jair Bolsonaro 28% seguido por Fernando Haddad que tem 19% das intenções de votos. Já o candidato do PDT, Ciro Gomes foi citado por 11% dos entrevistados e está tecnicamente empatado no limite da margem de erros com Geraldo Alckmin (PSDB) que tem 7%.
 Alckmin por sua vez tá empatado tecnicamente com Mariana Silva (Rede) que tem 6 pontos percentuais. Ela aparece tecnicamente empatada dentro do limite da margem de erros com os candidatos Alvaro Dias (Podemos), João Amoêdo (Novo) e Henrique Meirelles (MDB) que têm 2%, cada.
 Cabo Daciolo (Patriota) foi citado por apenas 1% dos eleitores entrevistados e Vera Lúcia (PSTU), Guilherme Boulos (PSOL), João Goulart Filho (PPL) e Eymael (DC) não pontuaram.
 Os que demonstraram interesse de votar Branco/Nulo representam 14% e os que Não sabem/não responderam somam 7%.
 Comparando o resultado na pesquisa divulgada hoje com o levantamento feito pelo IBOPE divulgado no dia 11 de Setembro, o candidato Jair Bolsonaro oscilou positivamente dentro da margem de erros de 26% para 28%. Já Fernando Haddad pulou de 8 para 19%, um crescimento de 11 pontos percentuais, ultrapassando o candidato Ciro Gomes que apareceu com 11% nas duas pesquisas.
 Geraldo Alckmin oscilou negativamente, caindo de 9% para 7%, mesmo caminho de Marinha Silva que caiu de 9% para 6%. Os indecisos se mantiveram em 7% e os brancos ou nulos caíram de 19% para 14%.
Rejeição - O Instituto também perguntou em quem o eleitor não votaria de jeito nenhum. Nesse caso, o entrevistado pôde citar mais de um nome. Por isso, os resultados somam mais de 100%.
 Bolsonaro é o mais rejeitado com 42%. Haddad aparece com o nível de rejeição de 29%, enquanto Marina Silva tem 26% e é seguida por Alckmin com 20% e Ciro com 19%. Henrique Meirelles é rejeitado por 12% dos entrevistados e 11% rejeitam Cabo Daciolo e Eymael. Boulos e Alvaro Dias têm 10% de rejeição cada um, enquanto que Vera e Amoêdo aparecem com 9% e são seguidos por João Goulart Filho que tem 8%. Os que disseram que votariam em qualquer um dos candidatos somam apenas 2% e os que são souberam ou não responderam representam 2%.
 O IBOPE ainda fez vários cenários de um eventual segundo turno. Confira:
 A pesquisa foi realizada em 177 munições e registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE): BR-09678/2018.

Nenhum comentário:

Postar um comentário