FOLHA DA CIDADE 22 ANOS INFORMANDO DE FORMA DIRETA...

VENHA ECONOMIZAR COM A GENTE

VENHA ECONOMIZAR COM A GENTE

sábado, 21 de maio de 2016

ACOCHO FISCAL PODE AFASTAR CLIENTES DO POLO DE CONFECÇÕES DO AGRESTE!




Alguns proprietários e guias de excursões dos estados da Bahia, Maranhão, Pará e Piauí cancelaram as suas viagens ao Moda Center Santa Cruz e ao Parque de Feiras de Toritama. O motivo segundo eles é devido à fiscalização da Secretaria da Fazenda do Estado de Pernambuco (Sefaz-PE), que segue acontecendo semanalmente nas saídas das cidades do polo de confecções.

“Sábado não teremos viagens pra quem é do Piauí, Maranhão, Pará e Bahia, o motivo é a fiscalização da Sefaz, que fechou todas as saídas de Santa Cruz do Capibaribe, semana passada escapamos por sorte, mas foram multados uns 10 caminhões e mais de 15 ônibus” – falou um dos guias.

Segundo o guia da excursão, a semana passada a Sefaz notificou caminhões e carretas, com multas de até R$ 200 mil e R$ 340 mil, respectivamente, além de ônibus com multas em torno de R$ 195 mil cada.
Ele ressaltou que as excursões só voltarão a acontecer, após o problema ser resolvido. E aproveitou para criticar alguns comerciantes que vendem sem emitir a nota fiscal.

“A feira vai ter normal, mas nossas excursões não estarão indo. Eles (alguns comerciantes) têm que nos ajudar e, emitir notas, pois todas às vezes quem termina pagando o ‘pato’, somos nós” – concluiu.

Em nota, a administração do Moda Center Santa Cruz ressaltou que vem desenvolvendo ações para que os comerciantes (os que ainda trabalham na informalidade) se conscientizem da necessidade de formalizarem suas atividades e forneçam a nota fiscal para os seus clientes.
Em matéria publicada no blog no último dia 03 de maio (relembre clicando AQUI), o governador Paulo Câmara (PSB), pedia para que a ‘Secretaria da Fazenda atuasse de forma mais incisiva junto a quem deve ao Estado. E que ações seriam feitas pela Sefaz, não em aumento de alíquota, mas que envolvam ações para melhorar a fiscalização e procedimentos fiscais que possam dar alguma receita para o Estado’.

Nenhum comentário:

Postar um comentário