FOLHA DA CIDADE 22 ANOS INFORMANDO DE FORMA DIRETA...

VENHA ECONOMIZAR COM A GENTE

VENHA ECONOMIZAR COM A GENTE

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

SOMA QUE SUBTRAI OU SUBTRAÇÃO QUE SOMA! ENTRE FLÁVIO E LUCINHA



 



Nesta terça-feira (29/12), a imprensa foi informada que nos bastidores da política em Toritama estavam havendo surpresas. Logo se noticiou a junção do ex-prefeito Flávio Lima ao grupo da Vice-Prefeita Lucinha Pereira. Na data do aniversário da cidade, talvez nem toda população receberam a "união" como um presente, e vamos analisar o porquê.

Tenho dito que as famílias Lima e Pereira (Fuló), são tradicionais na política e ambas possuem uma coisa em comum. O voto fiel. O eleitorado dessas famílias são verdadeiros defensores apaixonados vinculados ao passado das gestões. Os Lima e os Fuló foram unidos no passado, primeiro na gestão de Narciso Lima, onde seu Vice foi Manoel Izídio Pereira (Deda de Fuló), e ainda na gestão de Flávio Lima tendo como Vice Valderi Izídio Pereira (Deri). Hoje, os Lima necessitam  se submeter à condição de uma candidatura de Vice por uma questão de mera sobrevivência política. Sendo a candidatura de Flávio uma incógnita, comprometida pelos órgãos de controle, estará condicionada, ou seja, se Flávio não for autorizado sair candidato, apontará o Vice do grupo.

No entanto, alguns pontos devem ser levados em consideração. Muito se têm falado que os Lima e os Fuló são água e óleo. Que seus eleitores não aceitariam uma eventual união dos grupos. Acontece que com essa mudança, os grupos devem realizar pesquisas para diagnosticar o sentimento das pessoas. Precisam saber que somam ou subtraem. 

Analisando os fatos positivos, os dois pré-candidatos ganharam holofotes fazendo o fato político de fim de ano. Lucinha cuja candidatura não crescia em números e adesões, e Flávio que estava politicamente sepultado. A rejeição ao nome de Flávio era tamanha, e qualquer movimento que ele fizer nessa pré-campanha poderá lhe dá lucros. Resta saber se essa adesão o ressuscita. 
Mas analisando negativamente, observamos que Lucinha terá de se desdobrar para responder a população, o porquê de ela aceitar um ficha suja em seu grupo, que ficou marcado na sua gestão pelo fechamento do hospital municipal, o qual a Vice-Prefeita se vangloria por uma simples reforma daquela unidade de saúde quando estava à frente da Secretaria de Saúde.

As interrogações virão e caberá aos pré-candidatos responderem. Lucinha uniu-se ao atual Prefeito Odon Ferreira se opondo ao ex-prefeito Flávio Lima que foi um gestor ausente e hoje acontece o inverso. Como mudar o discurso contraditoriamente em quatro anos? A população elegeu a atual gestão pela insatisfação da outra, pois queriam mudar. E agora como será o discurso de Lucinha voltando aos mesmos erros do passado? A população vai interrogar qual será o benefício que essa união trará para Toritama, já que a primeira não rendeu frutos. Será um junção propositiva? Sem lotear a Prefeitura antes do pleito? Com plano de governo fundamentado nos que mais precisam, ou será apenas outra união para tirar um grupo do poder? 

O povo decidirá se preferem manter as famílias, ou renovar a política toritamense. Até porque, oportunidades já foram dadas no passado aos mesmos atores pelos mesmos votos.

FILIPE LUCENA
acadêmico de direito

Nenhum comentário:

Postar um comentário