FOLHA DA CIDADE 22 ANOS INFORMANDO DE FORMA DIRETA...

VENHA ECONOMIZAR COM A GENTE

VENHA ECONOMIZAR COM A GENTE

domingo, 11 de outubro de 2015

FALTA DE ÁGUA PREJUDICA PRODUÇÃO DE JEANS EM TORITAMA


Imagens reproduzidas/ABTV
 O ABTV da TV Asa Branca destacou na última quinta-feira (08) a falta de água que afetou a produção do jeans em 60% na cidade de Toritama no Agreste de Pernambuco. Para a situação não piorar, os empresários adotaram medidas de reaproveitamento da água.
 A principal fonte de renda em Toritama continua sendo a fabricação e comercialização do jeans. Para que o produto fique pronto, a peça precisa passar por vários processos, a lavagem é o principal deles e o elemento essencial para isso, é a água! As lavanderias chegam a gastar até 120 litros de água para lavar uma peça, mas tem lavanderia que estar fazendo de tudo para economizar.
 A alternativa que Edilson Tavares (proprietário de lavanderia) encontrou para continuar no mercado foi reduzir a quantidade de água utilizada na lavagem das peças e ainda reaproveitar 80% dessa água em outros processos. Agora são utilizados por peça, 49 litros.
 Desde 2001, o empresário não compra mais água, pois utiliza a água do Rio Capibaribe que é tratada na própria empresa e assim ele acaba não tendo problemas com o racionamento de água. Foi um investimento que Edilson Tavares fez no passado e que hoje estar salvando a sua empresa. 
 “Reaproveitar a água é a coisa mais simples que se possa imaginar. Imagina você que se não fosse assim, nós teríamos que comprar aproximadamente 20 caminhões de água por dia. Há anos que nós não compramos essa água e se dar de uma maneira muito simples, nós separamos os resíduos sólidos que são as pedras, linhas, plásticos e tudo o que vem na água, fazemos um tanque de mistura onde essa água adquire uma característica homogênea e depois colocamos em tratamento nas caixas d’águas. O processo inteiro não leva mais que uma hora, a um custo que é dez vezes menor do que o é vendido pela COMPESA e a um grande resultado ambiental que é o que nos dar muita alegria”, explicou Tavares.
 No final o empresário confessou que se não fosse o sistema de reuso da água, já teria fechado as portas de sua lavanderia há muitos anos.
 De acordo com a Associação Comercial e Industrial de Toritama (ACIT), existem atualmente na cidade 70 lavanderias que empregam mais de dez mil pessoas. Sem água a produção do jeans já reduziu 60% somente esse ano, o que é uma preocupação com a situação econômica do município.
 Para piorar ainda mais a situação de quem precisa da água para trabalhar, a COMPESA (Companhia Pernambucana de Saneamentos) ampliou o rodizio de água para 12 cidades, já que a Barragem de Jucazinho estar com apenas 2,7% de sua capacidade.
 Toritama estar incluída nesse rodizia e a população ficara dois dias com água e 28 sem o recurso hídrico. Quem sente a crise também são as donas de casa que precisam reduzir o consumo cada vez mais.
 “Eu lavo os pratos uma vez por dia, a água que eu lavo roupa reutilizo ela novamente na lavagem do banheiro, do muro ou da varanda”, disse a dona de casa Sônia Maria.
Do: Blog Agreste Notícia

Nenhum comentário:

Postar um comentário